24.1.09

Nada substitui o talento...

Ontem, lá na TV, tive uma reunião muito bacana com profissionais da área de criação visual. Foi, na verdade, o segundo encontro que tivemos para tratar do projeto que estamos colocando de pé. Na primeira reunião, nós - da equipe de criação do programa - passamos um brieffing para o pessoal da criação visual.
Ontem, foi a vez deles nos mostrarem os primeiros passos do trabalho que estão desenvolvendo. E devo dizer que fiquei completamente abismado diante do talento daquela turma! A partir de meia dúzia de idéias, e de uma ou duas palavras-chave, eles desenvolveram toda uma identidade visual; traduziram em imagens, movimentos e cores aquilo que nós tínhamos escrito em palavras.
Assim, sem detalhes, esse texto parece sem sentido. Mas, além dessa experiência que vivi ontem, ele serve também pra relatar o meu desconforto com uma idéia de que o profissional que dá o seu recado está apenas cumprindo a sua obrigação. Ok, não neguemos o dever de fazer o que se tem de fazer. Mas quem cumpre as tarefas com sensibilidade, agilidade e dedicação faz a diferença. E esse conjunto de qualidades - a que eu chamo talento - tem de ser, sim, valorizado e respeitado.
Tô certo ou tô errado?
Postar um comentário