4.1.09

Anjo da Guarda: simpática novidade do Fantástico

O quadro que abriu o Show da Vida é bem bacaninha! Com edição transada e imagens caprichadíssimas, Anjo da Guarda abraça sua vocação para falar dos bastidores da fama sem apelar para a participação da estrela em questão. Repararam que quase não havia Ivete Sangalo na matéria de Patrícia Poeta?
Esse é o diferencial! O mais óbvio seria contar com um depoimento da estrela - no caso, a baiana - enchendo a bola do seu Anjo da Guarda. Ao optar por um caminho diferente, no qual o entrevistado anônimo conduz toda a narrativa, o Fantástico deixa o quadro mais leve, mais simpático e, inclusive, mais próximo do espectador - tão anônimo quanto o sujeito que está falando na TV.
Acrescenta muuuuita coisa? Claro que não! Mas uma revista eletrônica também precisa de matérias mais leves. E até as impressas, como Época e Veja, têm espaço pra chamada perfumaria.
Só não sei se é adequado abrir o programa com um quadro assim, tão leve. Em tempos de guerra, há muita coisa mais séria pra se mostrar no início de um programa como o Fantástico, que, antes de tudo, é uma revista. E revista tem que ter, fundamentalmente, informação.
Mas celebridades dão Ibope. E abrir atraindo a audiência que tem migrado pras outras emissoras me parece ter sido a estratégia.
Depois a gente vê se deu certo...


PS.: Quando fiz uma entrevista com a Ivete, conheci o Dito. E posso atestar: o cara é gente boníssima mesmo! Mereceu o quadro que, além de tudo, funciona como uma bela homenagem...
Postar um comentário