28.11.08

IURD perde primeira round em luta contra Xuxa

Print da capa da edição 855 da Folha Universal: matéria injuriosa pode render uma indenização de R$ 3 milhões à apresentadora global...

Voltemos à notícia que rendeu a maior polêmica do blog nesse mês - aliás, num post que segue recebendo comentários de defensores e críticos da Igreja Universal do Reino de Deus.
Lembro que não estou aqui pra criticar a igreja e/ou a religião de ninguém. Mas, sim, a prática de um jornalismo sensacionalista e, mais que isso, irresponsável...
Essa semana, a justiça proibiu que o jornal Folha Universal estampe fotos da apresentadora Xuxa em suas páginas. Caso desobedeça a determinação, a publicação pode pagar multa de até R$ 500 por dia. Na ação, Xuxa alegou que não autorizou a publicação de suas imagens na (polêmica) edição 855, que circulou de 24 a 30 de agosto. A reportagem de capa da edição afirmava que Xuxa vendeu a alma ao diabo por US$ 100 milhões.
A juíza entendeu que "a imagem da autora foi usada e associada à figura do demônio. Tal vinculação é ofensiva, apelativa e desonrosa a qualquer pessoa". E também que fere o direito à imagem, previsto no artigo 5º, inciso X da Constituição Federal e no artigo 20 do Código Civil, "vinculando-se estreitamente com a dignidade da pessoa humana".
A matéria completa está no site da revista Consultor Jurídico.
Vale lembrar que Xuxa pode ganhar, ainda, uma indenização de R$ 3 milhões, por conta da bola fora da publicação da Igreja Universal do Reino de Deus.
Na boa, nunca torci tanto pra que alguém com tanto dinheiro ganhasse uma bolada como tenho torcido pra que Xuxa fature essa indenização. Talvez, assim, esse jornal passe a seguir aquela velha máxima do "aqui se faz, aqui se paga..."
Postar um comentário