19.11.08

Da série: "a luz no fim do túnel é um trem vindo pra cá..." 21

A matéria de Eduardo Chao e Rafael Lisboa no Jornal da Globo, sobre a descoberta de um paiol do tráfico dentro de uma escola carioca, me deixou muito assustado. Primeiro, pelo absurdo do fato! Escola não é lugar de arma, nem de traficante! Nem de operação policial...
Segundo, porque fiquei preocupado com a integridade da diretora da escola, que apareceu na TV sem que a edição da matéria utilizasse qualquer recurso que impedisse sua identificação e, surpresa, lamentou o risco ao qual os alunos da escola estão submetidos.
Gente, a questão da violência dentro das escolas é cada vez mais séria! É claro que ninguém mostra a cara na TV pra falar disso, mas, conhecendo a realidade das comunidades populares do Rio, dá pra se ter uma idéia do tipo de rotina que professores e alunos vivem. Do tipo de presença que precisam suportar nas escolas, nas ruas próximas à ela.
É assustador pensar que eu só vi, de perto, uma arma de fogo depois de adulto. E que pra boa parte dessa criançada, meu Deus, elas são tão comuns quanto o giz e o apagador...
Postar um comentário