7.11.08

Ainda sobre o boxe de anões...

Um dos maiores baratos em um blog é a participação dos leitores. Os posts que todo blogueiro escreve passam a fazer muito mais sentido quando são comentados, discutidos, elogiados ou criticados por quem lê. Aqui, no B@belturbo, gosto tanto dessa nossa conversa fiada que criei um espaço - Tá rolando nos comentários... - na coluna da direita do blog, onde destaco trechos dos cinco últimos comentários postados por vocês.
Se muitas vezes esse feedback faz rir, hoje, me fez pensar. Os motivos foram as críticas ao post sobre o campeonato de boxe para anões. Para alguns leitores fiéis, eu pesei a mão no texto.
Primeiro, quero dizer aqui que não tenho o menor preconceito contra os anões. Mas, há de se pensar: o evento é, no mínimo, curioso! Por isso eu disse no texto que é o tipo de notícia que merece piada. Se ofendi alguém, portanto, peço desculpas. E lembro: todos somos vítimas de piadas. A professora que comete uma gafe qualquer em sala de aula. Eu e meus colegas da TV, quando erramos. E por aí vai...
Mas convido a todos para um debate: o que será do humor depois da febre do politicamente correto? Sim, porque, desde que o mundo é mundo, faz-se humor ressaltando as diferenças. Humor é caricatura. E que atire a primeira pedra quem nunca riu de uma piada de fanho, de gago, de bicha ou de português!
E, a meu ver, humor se responde com humor! Sempre!
Quem critica vai argumentar que ao fazer piada com esses assuntos, estamos reforçando os preconceitos. Pode ser. Mas fingir que o preconceito não existe - e é o que acontece, muitas vezes, quando se defende o 'politicamente correto' - não ajuda muito no combate a ele.
Sem contar que, em muitos casos, nos tornamos mais realistas que o rei. Basta ver que, no tal torneio de boxe, um dos anões competidores tem o nome de Gigante. E acho que concordamos que ele não está falando sério ao se apresentar assim, né?
Enfim, são apenas reflexões. Acho que todos precisamos pensar mais a esse respeito...
Postar um comentário