13.5.09

Encontro...

Olhar em teus olhos e ver a dor doeu em mim. Mesmo, intensamente. Mudou a minha interpretação do dia. Tirou do meu rosto o sorriso, algo sempre tão presente.
Estranho...
Foi como se uma cicatriz perfeita se pusesse a sangrar; como se as ondas do mar passassem a partir da costa para o meio dos oceanos.
Esquisito...
Incômoda a sensação de se ver distante de alguém que já esteve tão próximo de nós.
Dolorido saber tanto de você, reconhecer a tristeza no teu sorriso e não poder me aproximar e dizer que vai dar tudo certo, que você vai sair dessa e que eu rezo pelo dia em que a alegria volte a encher os teus olhos.
Mas, acredite, essa mesma transitoriedade que fez o nosso tudo se transformar em nada vai, rapidinho, fazer essa fase virar apenas a lembrança de um desafio duro. Que você superou!
Sei que não estarei lá. Mas ficarei feliz por saber de mais essa tua vitória!
Postar um comentário