8.1.08

Chora cavaco!!!

"Vejam essa maravilha de cenário..."

E como reza a tradição midiática, findas todas as possibilidades de matérias sobre o Ano Novo, passamos ao Carnaval. Esse ano, no entanto, o ritmo está ainda mais frenético, uma vez que Momo vai abrir a festa da carne logo ali, no fim do mês. Então, tome reportagem mostrando os preparativos das escolas de samba, tome foto de rainha de bateria pagando calcinha nos ensaios das agremiações, tome vinheta mostrando bundas, peitos e trechos dos sambas...
Entre uma(s) e outra(s) apreciada(s) nos fartos glúteos ostentados pelas musas do Grupo Especial carioca, tenho dado uma olhadela nas letras que as escolas prepararam para animar, sacudir e abalar a Sapucaí. E...hummm...tenho gostado muito não!
A Mangueira faz menos do que poderia ao falar do frevo com atraso de um ano. Corre o risco de ver seu 2008 virar o ano em que os imbróglios internos empolgaram mais que o samba-enredo...
Pra falar de Macapá, a Beija-Flor pesou a mão no quesito forçação de barra. Eis alguns versos: "Me faz mais forte, extremo Norte / A luz solar ilumina meu interior / Vou viajar na Linha do Equador". Estou preocupado, porque se a luz solar ilumina o interior, também é capaz de bronzeá-lo. E aí, imagina o fator de proteção da loção anti-raios ultra-violeta que teremos que comprar no próximo verão?!
A Imperatriz fez uma aula de História virar samba. E samba sem frescor. Parece até que estamos lendo uma centenária edição de Caras sobre a vida de D. João, ó pá! Os 200 anos da chegada da corte portuguesa também inspiram alguns versos mudernos da São Clemente: "Cerimônia na corte... “Fechou geral” / Maria a Louca arrasou no visual". Formô?
Na Porto da Pedra, as homenagens vão para o centenário da imigração japonesa no Brasil. Sabe, eu daria um saionará facim facim pro samba, que termina com versos de rara beleza: "Aplausos que o show vai terminar (ôô) / Me perdoe se eu chorar"...
A Unidos da Tijuca, que anda rondando o título nos últimos tempos, abre o samba sobre coleções da seguinte forma: "Cada objeto, uma história pra contar / Vivo a aventura de outra vez eternizar / Tijuca coleciona na Avenida / Emoções pra toda vida". Não sei, mas tenho a impressão de que a escola do pavão vai continuar com a coleção de troféus meio desfalcada...
Em samba sobre o trabalhador, a Vila Isabel pode ter trabalho pra fazer a Sapucaí cantar uma letra que parece fria demais. Demais também é o samba da Grande Rio. Confuso demais, explico. Numa letra sobre gás, fiquei me perguntando o que fazem os versos: "Como se fosse a primavera / O guardião da vida “Pai-Mãe-Terra” / No ritual araueté / Repousa no lago, senhor / Exala o perfume da flor / Na aldeia, a paz do luar / Pássaros cantando, borboletas pelo ar". Compreendeu? Se compreendeu, explica aí nos comentários...
Mas há bons exemplos de samba nesse carnaval-express de 2008. Gosto muito da ode ao Rio promovida pelo Salgueiro, com direito a um refrão-chiclete: "Eu sou o rei da boemia / Carioca, sou da Lapa, patrimônio cultural / E me banhei de alegria, tiro onda, dou meu jeito / Minha vida é um carnaval".
Na Portela, o forte também é o refrão: "Eu sou a água, sou a terra, sou o ar /Sou Portela / Um sonho real, um grito de alerta / A natureza que encanta a passarela". Gruda ou não gruda?
Viradouro, que vem se firmando como a típica sengunda-escola-de-todo-mundo, faz citações a enredos célebres das co-irmãs e, pra arrematar, ainda sapeca uma homenagem a Cartola, esquecido pela Mangueira em pleno ano de seu centenário. Acho que empolga.
Por último, a minha Mocidade. A verde-e-branca de Padre Miguel se mostra a mais competente nas homenagens à família real, embora eu sinta falta da pegada de um bom refrão. Mas, carnaval é surpresa, e pode ser que a Estrela-Guia faça barulho na Avenida ao mostrar o seu "Quinto Império". A conferir...
Bom, se você me leu até aqui, obrigado. E saiba que você leu um longo texto de um admirador da cultura popular, do carnaval e dos bons sambas. Mas que está a anos-luz de ser um especialista no gênero. Craque mesmo é o meu amigo Gustavo Melo, que tem uma coluna caprichadíssima sobre os bastidores do maior espetáculo da Terra! Vale muito a pena visitar!!!
Postar um comentário