7.3.10

A ruína de um Imperador?

A mesma diretoria que libera um atleta por considerar que seus problemas particulares prejudicam se desempenho dentro das quatro linhas, vejam só, vem a público e dá declarações sobre essas questões...particulares. Pergunto: o que quer um dirigente que divulga o fato de que um atleta do clube, supostamente, tem problemas com álcool?
Adriano é o xodó da torcida rubro-negra. Ou era, até o último incidente extra-campo que acabou por afastar o atleta de um importante jogo pela Libertadores. Atacante inspirado, contribuiu decisivamente para a conquista do Hexa e fez o torcedor se encantar novamente ao ver em campo um atleta genuinamente identificado com a camisa do time.
Mas, nesse caso de amor em vermelho e preto, Adriano nunca deixou de dar suas derrapadas. E o Flamengo jamais deixou de ter conhecimento delas! O Imperador queimou o pé antes de um jogo decisivo no Brasileirão, demorou a explicar o acidente e surgiram várias versões que sinalizavam para a imprudência do atleta. Sem falar nos atrasos, nas faltas aos coletivos e nas sucessivas liberações consentidas pela diretoria do clube.
Agora, o mais recente escândalo envolve o relacionamento de Adriano com Joanna Machado. A noiva e o Imperador teriam protagonizado um belo barraco na região da Vila Cruzeiro, comunidade-refúgio do jogador. Além do casal, a discussão acabou envolvendo outros atletas do Flamengo e alguns chegaram a ter seus carros danificados pela noiva de Adriano. Constrangido, o atleta acabou sendo dispensado por uma semana pela diretoria rubro-negra.
As confusões de Adriano podem prejudicar o time. Dentro e fora do campo. Ontem, Bruno, goleiro da equipe, tentou defender o amigo e acabou por se envolver numa polêmica ao questionar "quem nunca brigou ou saiu na mão com a mulher?". Pelo mundo, a mais recente confusão do Imperador já ganhou repercussão. Situação que tende a piorar caso o time não alcance, sem Adriano, um resultado satisfatório na partida contra o Caracas, pela quarta segunda rodada da Libertadores.
O que eu mais lamento nessa história toda é que, além de tumultuar e, talvez, prejudicar o rubro-negro, Adriano mais uma vez veste a carapuça do atleta boêmio, problemático, sem credibilidade e pouco profissional. Uma imagem que, mais que prejudicar um time e entristecer seus milhões de torcedores, pode arruinar o Império construído pelo garoto da Vila do Cruzeiro. Uma pena...
Postar um comentário