28.3.09

Hora do Planeta...será?

Não sou de jogar água fria em ninguém e, de cara, já afirmo que, sim, também apagarei as luzes da sala aqui de casa na noite de hoje - nada fora do comum, uma vez que elas já não costumam ficar acesas.
Mas me pergunto: adianta?
Traduzir a preocupação da humanidade com o tema do aquecimento global num apagar de luzes, em pleno século XXI, me parece pouco. Aliás, quase nada! Acho que não é mais novidade que estamos todos preocupados com a situação ambiental. Precisamos rever processos, hábitos, crenças. E não apenas de uma hora às escuras.
Precisamos de governos que encarem como prioritária essa temática. Precisamos que os países que mais poluem parem de ver economia e meio ambiente como pontos antagônicos. Precisamos abraçar um estilo sustentável de sobrevivência. E, sobretudo, precisamos aprender a fazer tudo isso rápido.
Aí sim acreditarei que, como diz a Camila Pitanga no comercial, "ainda dá tempo de salvar o planeta".
Enquanto isso, uma hora na escuridão vai servir mais como mote publicitário para a ONG que promove a ideia - sem julgamentos, ok? Essa hora no escuro não muda comportamentos e mentalidades. Quando muito, vai ser uma boa oportunidade pros casaizinhos mais afoitos fazerem saliência no escurinho...
Postar um comentário