8.3.09

Os serás...

Viam o sol se esconder atrás das montanhas, no alto de uma serra qualquer, quando surgiram perguntas incômodas, que destoavam da felicidade com aquele encontro e da beleza daquela paisagem...

Será que chega o dia em que um suspiro brota em nós trazendo consigo o pensamento de que, sim, isso é ter paz?
Será que é nesse dia que a gente conhece a felicidade?
Será que há essa tal felicidade?
Ou será que somos mesmo eternos insatisfeitos, buscando amor quando há emprego; emprego quando há amor e, quando há os dois, buscando alguma satisfação material, um desejo qualquer por algo inatingível, só pra dar aquela desestabilizada em tudo?
O que é essa plenitude que todo mundo quer e ninguém parece conseguir alcançar?

Fez-se o silêncio. Fez-se a noite. E mais um dia se passou sem que fossem respondidas algumas das perguntas que atormentam a humanidade há tempos...
Postar um comentário