16.6.09

A equação do terror...

Na noite passada, depois de muito tempo sem ter um único sonho, tive um pesadelo! Falta de sorte, né? E foi um pesadelão danado, daqueles de fazer acordar com falta de ar. Pressão total...
O curioso é o tema do pesadelo: uma equação!!!
É sério: sonhei que estava numa sala de aula e tinha que resolver uma equação. Recebia a folha com a questão, olhava e pensava: "Meu Deus do céu, o que eu vou fazer aqui?"
Pode parecer engraçado, turma, mas foi uma sensação realmente aterradora! Eu não fazia a menor ideia de como poderia caminhar até chegar ao resultado daquela equação infernal!!!
Acordei e, durante o dia, pensei algumas vezes na situação. Uma amiga querida pra quem contei a história tentou desvendar o significado do sonho, perguntando se eu tenho alguma coisa "por resolver" na vida. Certamente tenho, mas isso não é o que me preocupa...
E vocês podem se perguntar o que então me preocupa...
Respondo: o que me preocupa é a constatação de que esse sonho foi muito menos fantasioso. Explico: se me deparar com uma equação é muito grande, pra não dizer enorme, a possibilidade de realmente não saber como resolvê-la.
Não me orgulho disso, lógico. Mas me orgulho muito menos de um ensino de Matemática que não relaciona essa ciência tão bonita à vida cotidiana de todos nós. Ou alguém usa logaritmo na hora de pagar o lanche no fast-food? Ou alguém usa função na hora de abastecer o carro? Ou alguém usa equação de segundo grau para qualquer coisa corriqueira que seja?
O sonho assusta muito mais quando a gente para pra pensar que esse pode ser um pesadelo em massa...


E você? O que acha da relação da Matemática com as nossas vidas, hein?
Comentaê!
Postar um comentário