2.3.07

B@belturbo - ANO I

Dizem que ele é o "senhor da razão". Outros, que é "melhor remédio". Para o poeta, trata-se de um "compositor de destinos". Há, ainda, os que o vêem como uma "fábrica de monstros". Admito: não sei de que forma posso defini-lo. Sei, apenas, que é implacável, e que sua passagem é tão certa quanto o quatro que resulta da soma de dois e dois.
E essa certeza, dos tempos que passam, se comprova hoje. Pelo menos aqui, nesse ponto-de-encontro virtual. Aqui, 365 dias se passaram desde que o primeiro caracter digitado por mim ganhou espaço nesse espaço. Sim, Babelturbo completa hoje um ano - e 410 posts! Pode parecer uma bobagem, mas essa data me deixou bem feliz. É bom quando uma idéia se concretiza e, melhor ainda, quando ela nos dá tanto prazer. E é só o que tenho sentido por aqui...
Televisão, política, cultura, carnaval, música, internet, bizarrices...tanta coisa já foi tema nesse blog. De Maria Bethânia a Ivete Sangalo, passando por Maria Rita. De "Seu" Ico a Eduardo Galeano, via Mamonas Assassinas. De Chaves e Chapolin a José Saramago, incluindo Didi vestido de Bethânia, Ratinho, Hebe e Sílvio Santos. Até a sobrinha do Osama já passou por aqui! É...menu variado mesmo!
Muita coisa a ser dita...e que foi dita...num dia, uma proposta para passear, no outro, uma triste renúncia. Um eclipse para enfeitar o céu e pessoas que passam como chuvas, que entram em nossas vidas só de passagem, como o grão de areia que o vento leva no meio da tempestade no deserto, no meio do tufão que, muitas vezes, parece bagunçar as peças de nosso quebra-cabeças.
Ora garoa, ora chuva, não importa: pingos de solidão doem sempre, ainda mais quando são pingos que não caem do céu. Pingos-prantos, que saltam dos olhos. Pingos-lágrimas...doídas, tristes. Sinceras...
Pausas, plays, stops...comandos que movimentam nossas vidas. Sentimentos que também fazem parte dela - com ou sem tradução exata! Saudade é homesick? O que, afinal, significa a sigla de duas letras? Que paraíso é esse habitado por uma versão em miniatura do diabo?
Um painel de sentidos e sentimentos, de impressões e de olhares para a realidade e, muitas vezes, para o que gostaria que ela fosse. Um ano de blog, de posts quase diários, de velhos e novos amigos que por aqui passam para deixar palavras de carinho, de acordo e de desacordo. Amigos que entram, olham, e nem comentam. E que, ainda assim no escuro do anonimato, têm o carinho de ler e, de certa forma, sentir o que o blogueiro aqui rascunha.
Comentaristas ou não, anônimos ou conhecidos...a todos vocês, agradeço pela companhia! E espero que nossos laços se estreitem cada vez mais - virtualmente ou não. Porque, podem acreditar, a brincadeira por aqui está apenas começando...
PS.: Gostou da brincadeira com os links? Faltou muita coisa...mas, em um ano, já há um arquivinho considerável. E que está de portas abertas, esperando pela sua visita! Passa lá!
Postar um comentário