5.7.08

Manhã de marcha pela paz...

Passeata saiu da Praça Nossa Senhora da Paz e ganhou as areias de Ipanema, na altura do Coqueirão; o local freqüentado pelo jovem morto na semana passada...


Nunca tinha participado de passeatas pela paz. Confesso até que, por várias vezes, duvidei da eficácia dessas iniciativas e me perguntava se elas realmente serviam para alguma coisa.
Mas não se diz não a um convite de uma mãe que acaba de perder seu filho de forma tão covarde. Não se pode dizer não a um convite desses. Convite que recebi aqui no blog - o que me fez redimensionar o alcance e a importância desse canal de comunicação tão poderoso - mesmo quando modesto, como é o caso do nosso B@belturbo...
Na passeata realizada na manhã de hoje, em Ipanema, tive a oportunidade de encontrar Daniela e Sérgio, os pais de Daniel Duque. Pude abraçá-los e desejar força para a longa luta por justiça - que está apenas começando.
Daniela foi muito gentil e, em meio à sua dor tão grande, encontrou espaço para me agradecer pelo texto Juventude Roubada, postado aqui há semana e lido e distribuído lá, durante a manifestação.
Não há razão para agradecer, Daniela. Hoje, em Ipanema, aprendi o real sentido da palavra solidariedade. Ser solidário é sentir como nossa a dor do outro. É lutar pelas causas do outro como se fossem nossas. Sem pedir nada em troca por isso.
Portanto, eu é que devo dizer obrigado hoje. Essa é uma lição que levarei por toda a vida...


PS.: Já que estamos falando no assunto, aviso: a pessoa que passou aqui, copiou meu texto e publicou num outro blog como se fosse dela, depois de receber meu e-mail, alterou o texto. Mas continua sonegando a informação sobre a autoria da postagem publicada por ela semana passada - pela qual chegou a receber elogios. Fiz novo contato com ela, solicitando que a história seja esclarecida. Do contrário, amigos, teremos a primeira série de posts policiais envolvendo o
B@belturbo. E eu não estou brincando...
Postar um comentário