13.7.08

Mais um paradoxo baiano...


Diferenças e semelhanças entre as cantoras mais populares do Axé Music são igualmente grandes. E se tornam ainda mais acentuadas agora que Cláudia Leitte põe o pé na estrada com sua carreira solo...

Como duas artistas podem ser tão diferentes e, ao mesmo tempo, tão parecidas? Enquanto uma é loira, outra é morena. Enquanto a morena troca de namorados, fala abertamente da vida pessoal e nunca deixa de exibir um ar sacana no trato com fãs e mídia, a loira é casada e discreta quando o assunto é a intimidade. Em comum: a trajetória iniciada em bandas baianas; o gênero em que suas carreiras decolaram; o timbre de voz, meio grave, meio rouco; e o fato de terem legiões de fãs apaixonados e a seus pés.
Sim, Claudia Leitte e Ivete Sangalo têm muito em comum. Mas são muito diferentes! A indústria sabe disso, a imprensa alimenta a rivalidade só pra se dar bem e as duas fingem que não há uma disputa em curso. Mas que deve haver, minha gente, isso deve!
Quando Claudia Leitte fez seu show em Copacabana, uma curiosidade se abateu sobre mim e fui conferir o que a "baiana" tinha a oferecer.Vi, não gostei e disse aqui.
Agora, com o disco espalhado pelas prateleiras das "boas casas do ramo", o trabalho da ex-vocalista mereceu uma (dura) crítica de Mauro Ferreira. Dura e lúcida, que joga luz, mais uma vez, sobre a inegável vontade que Claudia Leitte e/ou sua gravadora tem/têm de fazer dela uma nova Ivete Sangalo.
Já fui acusado por alguns amigos de implicar com a loira por preferir a (versão) orginal, morena. Não escondo minha admiração pela Ivetuda e isso é notório. Mas, independe disso o fato de achar Claudia Leitte uma artista ainda em processo de amadurecimento, ainda sem identidade musical e ainda sem provas de que irá desenvolvê-la um dia. E que, apesar disso, tem por trás de si uma multinacional da indústria fonográfica.
Acho que fica claro que a Universal Music vai trabalhar duro pra fazer esse disco de Claudia Leitte bombar no Brasil, ocupando as brechas deixadas por Ivete Sangalo, sabidamente interessada em investir (pesado) numa carreira internacional a partir do ano que vem.
Resta saber se a loira - que, ainda por cima, acaba de engravidar - vai ter o carisma que a morena tem de sobra. E se o público terá disposição (no meu caso, paciência) para o sucesso de uma artista que sai em carreira solo gravando disco com sucessos do ex-grupo e atirando pra tudo quanto é canto na hora de escolher os convidados para a gravação...
Postar um comentário