31.3.08

Paralelas

Tomo nas mãos o retrato e te vejo sorrir pra mim. Tens a expressão serena, terna, doce. Tens os olhos cheios de um brilho que agora me falta e nos lábios guardas o melhor dos beijos que já provei.
Mas, saibas, tens mais do que mostra a fotografia...
Tens a mim, eterno, inteiro e pronto pra você. Pronto pra nossa história adoravelmente louca, cheia de hiatos e de risos e lágrimas. Tens o meu amor, hoje e sempre. Tens esse sentimento forte, que tantas vezes tentei endereçar à alguém mas que só em ti encontrou rumo certo.
Cá de onde estou, tenho apenas dúvidas e a completa falta de garantias. Mas tenho, ainda e como sempre tive, a esperança de que nossas trilhas do bem, ora paralelas, possam, dia qualquer desses que estão por vir, fundir-se numa estrada única.
E de bela paisagem...
Postar um comentário