8.3.08

Suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuucesso!!!

Na volta da praia hoje, o rádio do carro, sabe-se lá o porquê, só conseguia sintonizar uma FM. E, para desespero meu e das minhas companheiras de aventura, era uma daquelas emissoras "populares". Não, beeeeeeeeeem populares. Já entendeu, né?
Gostamos de rir dos "sucessos" elencados na hit parade da estação e resolvemos que a volta para casa seria mesmo embalada pelas "mais pedidas" do dia.
Um pagode-mela-cueca aqui, um sertanejo acolá, outro pagodinho...e o locutor anuncia: "a próxima música é um sucesso do Calcinha Preta".
Até me animei porque, no meio de tanto sentimentalismo barato naquelas letras todas, estaria por vir um forró. Sim, porque, até onde vai meu pífio conhecimento da música que essas FMs esquisitas tocam, o Calcinha Preta era um grupo de forró.
Eis que ouço uma introdução de teclados. Notas que se repetem e que, aqui na minha cabeça, aparecem linkadas a uma outra canção, americana, da qual gosto muito: "Without You". Agora, segundo o pessoal da Calcinha Preta, "Paulinha".
Putz! Não dá! Cadê o Capitão Nascimento pra eu pedir pra sair? Cara, não tenho o menor preconceito, mas os versos originais: "I can't live, if living is without you"; na "versão" da banda nacional viraram: "Pauliiiiiiiiiiiinha, me diz o que é que eu façuuuuuuuu" / Pauliiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinha, por que se casoooooooou?".
Duvida? Aqui está o link da mais nova pérola do repertório do Calcinha Preta, numa, digamos, impagável apresentação no programa - não menos impagável, aliás - do Raul Gil.
E se você, como eu, não aceita imitações, cá está o link com a gravação histórica de "Without You", por Harry Nilsson, feita no início da década de 70.
Agora, uma curiosidade: Pete Ham e Tom Evans, os compositores de "Without You", suicidaram-se...
Se eu fosse muuuuito cruel, diria que o destino é sábio. Certamente seria muito triste para os dois a simples informação de que a bela música que criaram, um dia, acabou se tornando "Pauliiiiiiinha". Mas, como não sou um cara muuuuito cruel, prefiro ficar na minha...
Postar um comentário