23.3.08

Trilha particular

Caminhou por ruas, viu pessoas sorrindo, crianças a brincar e cães a sacolejar seus rabinhos ao menor sinal de carinho. Viu tanta coisa mas nenhuma imagem era mais forte do que aquela que permanecia impressa em sua retina: a imagem daquele sorriso.
Dali pra frente, só as lembranças ficariam. Memórias construídas em meio a um turbilhão de emoções, de idas e vindas. Memórias da mais intensa história que já tinha vivido, da mais louca, da mais verdadeira.
Seguia andando só por seguir. Era preciso continuar seu caminho, prosseguir trilhando no bem. Mas, lá no fundo, guardava uma esperança remota, escondidinha, de que um belo e distante caminho os pudesse unir novamente...
Postar um comentário