3.10.08

Sobre o (polêmico) novo astro das madrugadas da Band...

Outro dia, zapeando pela TV aberta, eu me deparei com um homem gritando na tela da Band. Era um senhor, de terno e gravata, berrando num palco, cercado de telões. Como não tardou para ele falar em Jesus, logo liguei o nome à pessoa: era o pastor Silas Malafaia.
O gerador de caracteres informou que o programa tinha sido gravado em Porto Alegre. Era noite e chovia, e mais intrigado ainda fiquei diante da força do orador, que colocou os gaúchos pra orar no frio, sob a chuva. E todos pareciam bem empolgados, apesar do clima adverso.
Juro: fiquei espantado! Primeiro, com os tons altíssimos alcançados pela voz do pastor. Aliás, diga-se de passagem, nesses momentos de mais furor evangelizador, o culto ganha até ares de comédia! Juro que ouvi muita gente rindo no meio da pregação. E não era pra menos: a voz estridente do pastor soa mesmo muito engraçada!
Silas Malafaia é arrendatário das madrugadas da Band. Aliás, alguém sabe se a programação evangélica vai ao ar depois do lendário Cine Privê, aos sábados? Se for, taí mais uma piada pronta!!!
O pastor é polêmico e eu descobri isso pesquisando no YouTube e no Orkut. Nesse vídeo aqui, por exemplo, ele defende o direito de se expressar contra a homossexualidade.
Mas o pastor, minha gente, é um figurão! No Orkut, são várias as comunidades dedicadas a ele. Algumas, beirando os 100.000 integrantes. Confesso: fiquei com medo de uma que prega "Silas Malafaia para presidente". Só relaxei depois de ver que são menos de 1.000 os entusiastas da idéia...
Com pouco mais de 780 membros, outra comunidade atesta que o pastor ficou meio esquisitão sem bigode. Mas os seguidores fazem uma ressalva: "a unção do Senhor continua nele". Com ou sem unção, o fórum tem um tópico bem interessante, pedindo pela ressurreição do polêmico bigode do pastor...
Cerca de 370 pessoas se agruparam em outra comunidade. Anunciam apoio a Silas Malafaia, e se justificam: "abominam o homossexualismo, e não o homossexual".
No terreno democrático do Orkut, há também a surpreendente: "No inferno com Silas Malafaia", que reúne cerca de 90 integrantes "descontentes com os métodos de evangelização" do pastor.
Sem falar nas várias comunidades que sugerem que a Globo contrate o pastor. Ou que, ao menos, Jô Soares leve o polêmico evangelizador ao seu talk-show.
Não tenho o menor preconceito contra os evangélicos. Acho que toda e qualquer manifestação de fé é válida, respeitadas a diversidade e as opiniões de cada grupo que compõe a sociedade. Mas, assumo: não sou o maior fã desses cultos televisivos - e nem de missas, antes que me acusem de estar sendo preconceituoso. Sempre que vejo uma "liderança" como a do pastor Silas Malafaia surgir e ganhar força, vem logo à minha mente a seguinte imagem:

Bom, mas se você é destemido e ficou interessado no discurso de Silas Malafaia, o programa ao qual me referi é o Espaço Vida Vitoriosa, exibido nas madrugadas da Band...

Postar um comentário