1.10.08

Acorde

De novo, é você.
De novo, sua voz.
De novo, a música...
Ela surge e me bagunça. Vem voando pelos ares, como quem não quer nada e chega até mim, que quis apenas um pouquinho mais...
Vem me trazer lembranças, fazer mais vibrantes as memórias já esmaecidas de um tempo outro.
Vem me fazer sorrir chorando, enquanto revivo em frações de segundos todos os momentos dessa história.
Sem música, sou nada. Sou cinema sem pipoca, beijo sem língua, praia sem mar...
Você é minha música. É você!
A melhor de todas elas...
Daí vem a exata dimensão da dificuldade que tenho enfrentado para ser enquanto não ouço tocar a mais perfeita das minhas trilhas sonoras...
Postar um comentário