1.10.08

A tal da lei eleitoral...

E não é que o primeiro turno das eleições municipais do Rio de Janeiro vai passar sem que as emissoras de TV tenham promovido um único debate com os prefeitáveis?
Hoje, a Globo desistiu de promover o seu encontro entre os candidatos à prefeitura.
Não vou ficar aqui escrevendo sobre a legislação, mas acho pouco democrático que um candidato - um único candidato - se volte contra as regras construídas pelas emissoras de televisão e inviabilize um acordo firmado por todos os postulantes ao cargo. Por conta desse candidato, Paulo Ramos, do PDT, o eleitor carioca não poderá acompanhar um saudável debate, comparar as propostas de cada um dos que concorrem à prefeitura e, em última instância, confirmar o voto ou optar por mudar de candidato.
Lamentável! E um claro exemplo de que essa lei precisa ser revista. Pelo bem da própria democracia...
Postar um comentário