19.10.08

'Tutto il futuro ne arriderà'...*

Fiquei surpreso e muito contente com um presente que recebi na sexta: a gravação de La Traviata, de Verdi, estrelada por Maria Callas. Não sou um grande conhecedor do gênero, mas sei que se trata de uma pérola para todos os que apreciam a boa música.
O mais gostoso - além de ouvir Callas, uma cantora cuja voz parecia não ter limites - é conhecer a história e imaginar a beleza dessa arte que une canto, interpretação e dança. E, mais ainda: constatar que, se hoje é quase um sinônimo de erudição, a ópera já foi popular; universal. La Traviata é, inclusive, uma das mais populares peças assinadas por Verdi.
Bem resumidamente, trata-se da história de Violetta, a amante mantida por um cavalheiro, cercada de mimos e inspirada em A dama das Camélias.
Minha gente, é um primor! Quem não conhece - e digo isso com a honestidade de quem, há pouco, também desconhecia - precisa se esforçar pra conhecer. Fiquei tão empolgado que fiz uma busca no YouTube e encontrei um filme, de 1958, apresentado como o único registro audiovisual de Maria Callas interpretando Violetta. O valor do filme se torna ainda maior se considerarmos que Callas foi aclamada como a melhor Violetta de todos os tempos...
Pra quem se empolgar, eis o vídeo aqui:



Paulo, mais uma vez, obrigadíssimo pelo presente. E bela nobreza de sua "boa intenção"...rs!

*O título do post é uma das frases ditas por Violetta, no finalzinho de sua saga. Em português: "o futuro nos sorrirá". Bonito, não?

Postar um comentário