20.10.08

Bola pra frente, Ivetuda!

Puxa...minha musa perdeu o bebê. Que triste!
Eu tenho particular interesse pelo amor materno. Por esse sentimento tão forte que as mulheres desenvolvem desde que, ainda pequenos brotinhos, passamos a ser parte delas...
Acho que esse interesse tem origem no fato de ser parte de uma família de mulheres, todas cheias de defeitos e qualidades - claro - mas inequivocadamente apaixonadas por seus filhos e ferrenhas representantes do tal instinto maternal.
Por isso, lamento por Ivete, que tão logo soube da gravidez, correu para dividir essa felicidade com sua legião de fãs. E torço pra que, logo, logo, essa baiana tão gente boa tenha a alegria de carregar naquele ventre cheio de axé, um baianinho tão porreta quanto ela...
Ah, e se superstição serve pra alguma coisa, dizem que a mulher deve evitar qualquer anúncio de gravidez antes do terceiro mês. Não sei se há fundamento mas, se não ajudar, certamente não deve atrapalhar, né?
Postar um comentário