14.3.06

Cada dia uma, Kelly?

Pausa rápida na correria do trabalho. Fome. Uma nova Bella colega de trabalho, faminta como eu, resolve ir comigo à lanchonete de sempre, na esquina da tv. Entro. Brinco com todo mundo - são anos comendo no mesmo lugar. Faço o pedido, vou lavar as mãos. Sentamos, começamos a bater papo.
Eis que surge Kelly. Kelly é a típica "funcionária do mês", sabe? Aquela, da fotinho pendurada na parede e tudo! Gosto dela. Sempre é atenciosa, sempre simpática; a gente nota que ela é o tipo de pessoa que rala mesmo, que não tem medo de trabalho. Já conhece minha voz pelo telefone, quando recorro ao serviço de entrega por falta de tempo ou preguiça de andar até a lanchonete. Pois bem, Kelly surge. Olha pra mim e pra minha nova amiga de lanche. Sorri e, sem pestanejar, solta:
- Murilo, lanchando com outra menina bonita!!!
Pára tudo! Como assim? Com uma frase a Kelly poderia ter arruinado horas e horas de investimento, de lábia, de charme jogado pra cima da moça! Já pensou? Sorte que a Bella é coleguinha mesmo! A gente se olhou e começou a rir da situação...
Vou dar um toque na Kelly. Tudo bem que ela nunca queima o pão integral com queijo minas, tomate e orégano! Mas também tem que prestar atenção pra, no futuro, não queimar meu filme, né?
Postar um comentário