21.8.09

Twitter: fonte para jornalismo de celebridades?

Embora cubra educação há quase dez anos, sou muito interessado pelo chamado jornalismo de celebridades. Não compro nenhuma revista do tipo, não assisto aos programas televisivos do gênero, mas, sempre que posso, dou uma olhada nas tendências e notícias que eles trazem.
Acho tudo meio non sense. E acho até curioso que se dê a esse nicho o nome de jornalismo...
Abro aqui um parêntese: não quero desmerecer as qualidades dos profissionais envolvidos nesse tipo de cobertura. Conheço alguns, inclusive, de talento inquestionável e que, na primeira oportunidade, zarparam fora do fantástico mundo dos famosos. E se deram muito bem fora dela. Respeito quem ganha o pão dignamente, produzindo conteúdos que geram interesse do grande público. O que questiono é a lógica que determina, por exemplo, que a simples ida à praia da mocinha da novela pode virar chamada de capa nos principais portais do país. Isso é notícia?
Pois bem. De volta ao motivo do post: esse tipo de jornalismo segue alguns modismos. Houve uma época em que as manchetes expressavam possibilidades - época que ainda não passou, diga-se de...passagem. Era (e é) comum ler coisas do tipo: "Zequinha, ex-BBB, pode estar namorando".
Caramba! Tudo pode, certo? E, se tudo pode, isso não é notícia! Não é fato! Mas no universo dos egos, fuxicos, caras, chiques & famosos quem, essa deve ser uma grande notícia. Uma bomba!
Agora, hypado pelas ferramentas tecnológicas, o jornalismo de celebridades parece ter encontrado no Twitter um oásis. Basta seguir os perfis dos artistas e, assim, receber suas declarações sobre os mais variados temas. O jornalismo do Twitter é assim: você não vai à notícia, a notícia é que vai até você! Assim, é fácil ficar sabendo que Preta Gil (@pretamaria) se aborreceu com uma piadinha de Danilo Gentili (@danilogentili) e que Ivete Sangalo (@ivetesangalo) se apressou pra saber o que estava havendo com a filha de Gilberto Gil. Isso tudo rolou agorinha, no começo da madruga. Jornalismo via Twitter é assim, gente: online, on time, full time.
Aí eu pergunto: isso é jornalismo? Pra fazer isso, a sociedade precisa exigir diploma de alguém?
Posso parecer careta, mas prefiro saber dos artistas apenas o que está relacionado ao trabalho deles...
E você?
Comentaê!
Postar um comentário