25.8.09

A última de Kiki...

Fêmur deslocado fez minha cachorra baixar estaleiro...

Quem acompanha o B@belturbo sabe que minha casa tem uma rainha: Kiki. A poodle de nove anos, ranzinza como ela só, sofre de uma espécie de majestade imaginária, que a faz entender que tudo - e todos nós - é parte dos seus domínios. Coisas da mente doentia e carente de uma cadelinha que veio pra cá ainda sem dentes...
Pois bem, Kiki saiu pra passear no domingo. Foi até a casa de uma das minhas tias e lá, a contragosto, foi apresentada a Gretchen - a vira-latas sem vergonha criada pela irmã de minha mãe. Gretchen é enorme, forte, praticamente um pônei em forma de cão. Apesar do tamanho, é bobona e, brincando, pulou em cima das costas da pobre Kiki. O resultado foi péssimo, como não poderia deixar de ser...
Kiki passou dois dias mancando e reagindo mal aos analgésicos. Hoje, levada a uma clínica, ela foi submetida a exames de raio-x e o médico constatou: a cabeça do fêmur fora deslocada pelo peso de Gretchen!
Na hora fiquei pensando na dor imensa que aquela bolinha de pelos aguentou ao longo dos últimos dois dias. E enquanto via o veterinário anestesiá-la antes de iniciar o procedimento que recolocaria o osso no devido lugar, fiz carinho em sua cabeça. Mesmo dopada, a danadinha balançou o rabinho e me olhou com toda a doçura com a qual tem me olhado diariamente ao longo dos últimos nove anos. Olhar de quem me ama e sabe que é amada de volta. E eu fiquei ali me perguntando: como alguém pode maltratar seres como Kiki?
Felizmente ela já está bem. Vai ficar 10 dias de molho, mas deve ficar 100% de novo.
Postar um comentário