26.9.08

Sobre o duelo das baianas...

Li no blog do Mauro Ferreira que Maria Bethânia vai participar do novo projeto de Ivete Sangalo. Será uma gravação feita por Sangalo com convidados, no estúdio que ela acaba de construir em seu apartamento lá em Salvador. Daí o título: Pode entrar...
Como admirador das duas baianas – por razões que são tão diversas quanto as trajetórias de ambas - fiquei feliz com a notícia. E cliquei nos comentários para ver o que os leitores do Mauro estavam achando da história.
E o que li foi um drama daqueles...
Uns criticam o excesso de produtos fonográficos lançados com a griffe da Sangalo. Outros, a qualidade do repertório que ela vem gravando – e isso é indiscutível: não é música pra fruição. Mas o que mais me irritou foi um comentário que questionava os motivos pelos quais Bethânia teria aceito o convite de Ivete.
Eis o que respondi:

“Turma, o envolvimento entre Bethânia e Ivete vem de longa data. Bethânia foi a primeira a prever o sucesso retumbante de Ivete, ao ouvir, nos anos 90, uma gravação da cantora novata - ainda a frente da Banda Eva - do axé "Adeus Bye Bye".
Daí partiu o convite. E Bethânia, elegantemente, aceitou. Acho esses preconceitos de fãs daquela "MPB sagrada e inacessível" um grande pé no saco! Talvez uma garotada passe a conhecer Bethânia melhor depois da gravação com Ivete. E passe a buscar outras coisas dela. Isso não é ótimo?
Bethânia aceita o que quiser, Ivete grava o que quiser. E quem não quiser, minha gente, não ouça, não veja, não compre! E não torre!!!
Século XXI e essa visão estreita ainda? Não dá! Na boa...”


Como diria o Sinhozinho Malta, "tô certo ou tô errado?"
Essa não é uma discussão velha e preconceituosa demais?
E vocês? O que pensam a respeito?
Postar um comentário