5.9.08

A feijoada e o animado pinto do velho...

Imagem é chocante, desaconselhável para crianças e pessoas sensíveis...
Hoje foi dia de almoço com a equipe do programa. Muita alegria, um papo da melhor qualidade e uma deliciosa feijoada pra mandar pra dentro. Lá estávamos nós, inebriados com a delícia do encontro - e do prato - quando sinto uma mão tocar meu ombro. E, numa fração de segundos, meus olhos avistam o inimaginável: um pinto sobre a mesa!!!
Caro leitor, não vá pensando que alguém confundiu as lingüiças e colocou algum "corpo estranho" no meio da feijoada! Foi isso não!
O que vi era um pintinho amarelinho, como aquele que cabia lá na mão do Gugu, lembram? Um pinto movido a corda, daqueles que, devidamente estimulados - sim, esse texto está ficando esquisito - saem pulando enlouquecidos.
Era um pintinho de brinquedo! - felizmente, diga-se de passagem!!!
A mão no meu ombro era de um senhor de quase 80 anos. Velhinho, pedindo pra eu ajudá-lo.
O vovô me surpreendeu, turma. E, embasbacado, soltei:
- Peraê, meu tio! O senhor realmente acha que eu preciso de um pinto?
A gargalhada foi generalizada. E o pinto, enlouquecido, pulando no meio da couve, do bacon e dos gomos de laranja...
- É pra me ajudar, filho... - respondeu o vendedor de pintos.
Dei um chega pra lá no velhinho e ele escolheu outra vítima, digo... freguesia. E não foram precisas mais que três palavras para que, por extorsivos sete reais, minha amiga Bárbara arrematasse o pinto.
Para alegria do velhinho...
Postar um comentário