8.9.07

Universo Paralelo

Essa é a coluna assinada por Muka Nicholls, correspondente do B@belturbo no Second Life. Na edição de hoje, o simpático avatar dá notícias sobre o fascinante mundo dos biscates lá pelas bandas do mundo virtual.


1 - Muka Nicholls fazendo dinheiro sentado num banquinho de praço em plena zona de prostituição; 2 e 3 - o correspondente do B@belturbo no SL toma sol em Búzios...e ainda recebe por isso!

Saudações cibernéticas!
Quando o assunto é ganhar dinheiro, o SL é um bocado estranho. Primeiro, porque todos aqui querem isso - como, aliás, é aí no mundo real. A diferença é que por aqui é praticamente impossível dar uma caminhada sem esbarrar com "pessoas" querendo saber o que fazer para conseguir um emprego. Impressionante! Se algum instituto de pesquisa resolver levantar o número de desempregados que estão vagando por aqui, preparem-se para índices alarmantes...
Mas, por outro lado, há os "bicos" - como, aliás, há também aí no mundo real. Só que mesmo os bicos parecem estranhos. Já pensou em ganhar dinheiro apenas para ficar deitado, tomando banho de sol numa das praias de Búzios? Pois é, aqui esse é um dos bicos que experimentei. Bastante tedioso, diga-se de passagem, já que os companheiros de empreitada ficam caladões o tempo inteiro. E há um certo risco, já que o sol era escaldante e o "fiscal" nem sequer distribui um protetorzinho. O mínimo, uma vez que ninguém ali recebia adicional por insalubridade.
Minha procura por mais Linden Dollars também me levou para um lugar estranho, algo próximo de uma zona de prostituição. Moças vestidas espalhafatosamente, rapazes descamisados exibindo os músculos comprados nas lojas e outro "fiscal" observando os trabalhos. E o dono do "estabelecimento", que paga até L$ 15 por uma hora de "sentada" nos banquinhos do lugar, faz questão de advertir a todos que não é permitido permanecer mais tempo que o estabelecido pelas regras do local.
Independentemente dos bicos, continuo enfrentando dificuldades financeiras. Até o fechamento dessa coluna, meu saldo é de L$ 28, o que é algo equivalente a cerca de dez centavos do dólar do mundo de vocês. Preocupante, né? Nesse mundo virtual, estou bem abaixo da linha da miséria.
Mas, mesmo assim, tenho me divertido. Na próxima coluna, vou falar sobre minha recente experiência acompanhando um ensaio do Olodum no SL.
Até mais e saudações do Universo Paralelo!
Postar um comentário