25.9.07

"Quem é essa mulher...?"

Com o filho perseguido, preso, torturado e morto pelo regime militar, a estilista Zuzu Angel lutou até o fim da vida para trazer à tona a sujeira escondida nos porões da ditadura...

Acabo de ver "Zuzu Angel", filme de Sérgio Resende, no Canal Brasil. Gostei bastante do filme e da irretocável interpretação de Patrícia Pillar, linda como sempre e no auge do talento.
A dor da mãe que luta pelo direito de encontrar o filho preso pelo regime militar é universal. É admirável ver como uma mulher sozinha se dispôs a enfrentar a ditadura para provar que o regime que se anunciava como o melhor caminho para o "país do futuro" prendia, torturava e matava aqueles que discordavam de seus métodos anti-democráticos.
A cena em que um tribunal julga o filho de Zuzu, já sabidamente morto, é um dos poltos altos da produção, com uma fantástica explosão de Patrícia Pillar, capaz de encher a tela com a dor da mãe ultrajada nos mais dignos dos direitos: o de enterrar o filho e ver punidos os responsáveis por sua morte. Também é belíssima a seqüência que mostra um sonho/devaneio de Zuzu, na qual ela conversa com o filho morto...
Recomendo o filme e faço uma ressalva para a bela música de Chico Buarque e Miltinho, "Angélica", feita em homenagem a Zuzu. Aliás, o título desse post traz o verso recorrente em toda a letra da canção. Aqui, a letra na íntegra.
Pra encerrar devo dizer que, depois de ir à Bienal do livro e comprar uma coleção de livros sobre a história desse nosso país, foi impossível deixar de pensar, após ver o filme, que essa história, em dados momentos, é motivo de profunda vergonha...
Postar um comentário