12.9.07

Divagações sobre o dia em Brasília...

Da primeira vez em que estive em Brasília, fiquei impressionado. Lembro de pensar na proximidade entre o Congresso Nacional e a rua, com os carros passando ali do lado o tempo todo. Sim, eu já sabia que há muita segurança por lá, mas, ainda assim estranhei. Fiquei pensando como seria se a capital federal ainda fosse o Rio. Será que as coisas por aqui seriam tão pacíficas, tão calmas e, mais que isso, será que, mesmo os protestos, seriam tão imbuídos de um espírito civilizado?
Não encontrei respostas para as perguntas...
Também pensei na quantidade de pessoas que devem ignorar solenemente o que acontece em nossa capital. Por falta de informação, por falta de educação, por falta de crença de que as informações podem nos levar para um patamar melhor em teremos políticos, democráticos e sociais. Ou até mesmo por cansaço dessa nossa jovem - e já tão esculhambada - democracia...
Hoje, depois de saber das notícias do dia em Brasília, ouvi uma maquiadora me dizer - enquanto fazia seu trabalho honesto e me preparava para que eu fizesse o meu também honestamente - que não acreditava numa relação tão pacífica com o Congresso se a capital fosse aqui no Rio. "O povo ia apedrejar aquilo tudo lá", previu.
Não creio em apedrejamentos.
Mas também não creio em passividade ampla, geral e irrestrita. E, muito menos, em inércia social...
Postar um comentário