21.2.10

O dilema do anjo...

Estava no meio do voo quando notou o céu limpo, sem nuvens. No horizonte, raios de sol que pareciam indicar a melhor rota a seguir. Lá embaixo, o verde da floresta predominava. Tudo irradiava beleza.
Mas cansou. Aquele voo solitário já durava demais...
Será que seria melhor, simplesmente, parar de bater as asas?
Postar um comentário