4.2.08

Valendo um "Preisteixion"...*


Trechos de Maísa no comando do "Sábado Animado": menina-prodígio ou estréia precoce?

O que seria da nossa televisão se não fosse o SBT? Explico: só na rede de Silvio Santos a gente consegue encontrar pérolas como a pequena Maísa, apresentadora infantil-mirim (?!?). A garotinha é daquele tipo de criança-prodígio: tem cinco anos, surgiu nos concursos de calouros de Raul Gil e foi fisgada pelo Homem do Baú, que conseguiu enxergar nela talento suficiente para comandar um programa pra criançada, o "Sábado Animado".
Pode-se dizer tudo, mas desenvolta ela é! E rende momentos divertidos. "Agora é hora de assistirmos 'Os Flistos'", anuncia a pequerrucha, quase soletrando que lê na dália. Quando o telespectador liga pra participar de um dos jogos da atração, ela não pensa duas vezes antes de dizer: "Ai, não precisa gritar!". Sem falar no honestíssimo: "Gente, eu tô com soluço!". Honesto, aliás, também é o menino que, depois de brincar com Maísa pelo telefone, ganhou um prêmio diferente do que queria. "Gostou?", ela quer saber. "Não!", responde o contemplado; ao que a pequena apresentadora rebate: "Tudo bem!".
Como toda criança, a estrelinha do SBT não tem muitas papas na língua. Outro telespectador liga e, na hora de escolher o prêmio, diz que quer um "Preisteixion". Ela ri, debochada: "Preisteixon???", diz, debochando da dificuldade que o menino tem ao pronunciar o nome do aparelho. E faz festa, repetindo à exaustão a nova pronúncia do nome do video-game. Mas os pequenos espectadores sabem dar o troco e um deles diz na lata que não acha que Maísa canta bem. Como resposta, a estrela-mirim mostra que já ensaia um ego de gente grande: "Eu sou cantora, meu querido!".
Enfim, se esse texto fosse um estudo sobre a lógica cruel da televisão, diria que a ida de Maísa pra frente das câmeras foi bem precoce. Que seus pais - e os demais responsáveis por sua prematura carreira na telinha - atiram a menina numa arena lotada de leões famintos, ávidos por carne fresca e, assim, expõem todas as fragilidades da menina, normais em todas as crianças, mas que na tela parecem defeitos. Talvez dissesse muito mais, mas prefiro apenas que vocês mesmos vejam o trecho do vídeo e tirem suas próprias conclusões...
* Ao amigo Diogo, obrigadão pela dica do vídeo...
Postar um comentário