13.7.06

Maratona no ar rumo a Aracaju!!!

Do outro lado da linha, Gilberto. O cara é gente finíssima, daquele tipo que faz o seu trabalho com a maior simpatia - aliás, como todos do hotel em que a nossa equipe ficou hospedada durante nossa temporada chuvosa em Natal. Quando o telefone tocou naquele quarto escuro, eu já sabia que a notícia não era das melhores. Mas, pelo tom de voz do Gilberto, parecia até que ele estava me avisando que eu tinha acertado sozinho as dezenas da loteria...
- Seu Murilo, BOM DIA!!! Já são 3 horas!
É...três horas da manhã! O início de uma longa jornada que nos levaria de Natal até Aracaju. Cidades próximas? Sim, relativamente. Só que as rotas - doidas - da companhia aérea nos levaram a um périplo: Natal - Recife / Recife - Brasília / Brasília - Salvador / Salvador (ufa!) - Aracaju. Mais de 8 horas dentro de aviões, cruzando salões de aeroportos e enfrentando pequenas turbulências. O pinga-pinga foi tamanho que, em dados momentos, até mesmo a comissária de bordo trocava as bolas ao anunciar nossos próximos destinos. Chegou a dizer que já estávamos prestes a pousar em Fortaleza - para espanto geral de nossa equipe, temerosa por ter ido parar no lugar errado.
E cá estou eu, mais de dezoito horas depois do telefonema do Gilberto, ainda acordado. Fascinado com a hospitalidade e a simpatia do pessoal aqui do nordeste, feliz com o resultado do trabalho - e louco pra conseguir uma brecha pra conhecer as maravilhas de Sergipe (que, aliás, são muitas).
Se conseguir, conto aqui...aliás, muita inspiração pra várias crônicas depois que chegar ao Rio. Mas essas são outras histórias...
[]s e até a próxima!
Postar um comentário