8.7.06

C'est la vie...

Gostei do final. Foi coerente.
Bia Falcão com o michê, em Paris, deve ter chocado muita gente. Na ficção, espera-se, o bem deve sempre triunfar sobre o mal. Os vilões devem sofrer, pagar por seus pecados - e crimes - e com a própria vida, de preferência. O clamor do público pela justiça é implacável.
Só que a vida real nem sempre é assim. Quantos vilões a gente não conhece, que estão dando sopa por aí? Já parou pra pensar? Quantas Bias não estão por aqui, à nossa volta? Mesmo sem a caricatura e a loucura toda da personagem da ficção; também são capazes das maiores vilanias para tirar proveito de tudo. E de todos. Usam cada situação - por menor que seja - pra tirar algum tipo de vantagem. Eu, sinceramente, devo conhecer pencas delas.
Acho que muitos devem estar reclamando por um final mais "moralista". Eu prefiro o contrário: que a sociedade se moralize, antes de esperar que os vilões da ficção - e apenas eles - tenham o destino que merecem.
Postar um comentário