30.7.09

Qual seria o esquema ideal de férias?

Pra começar na base da honestidade, aviso que não tenho a resposta para a pergunta do título. Só sei que volto hoje ao trabalho. Foram exatos 26 dias de férias e muitos momentos maravilhosos vividos. Descansei, desopilei, desestressei, desliguei, desfrutei...mas acabou. E fim de férias dá aquela sensação de noite de domingo; aquela depressãozinha de saber que tudo vai começar de novo. E, como as próximas férias virão só daqui a um ano, esse sentimento vem ainda mais forte...
E foi sobre essa sensação que conversei, via Twitter, com a Colega @anaenne. Argumentei que a vida não foi feita só para trabalharmos e que não acredito que não seja viável um esquema de férias três vezes ano ano. Argumentei, no entanto, que, para muitos criacionistas, Deus criou o mundo em seis dias e descansou em apenas um. Um mau exemplo para a proposta de uma maior frequência para as férias...
Foi quando @anaenne se saiu com uma outra proposta: poderíamos trabalhar um dia e folgar dois, como se faz na área de Enfermagem. Desde que esse dia de trabalho - antes dos dois de folga - não inclua sangue, fraturas expostas e gente baleada, acho uma ótima ideia!
Encerrei o papo com uma reflexão. Já imaginaram o desgosto de Deus ao ver que o fruto de sua ralação de seis dias está sendo destruído por todos nós? Turma, na boa, não há FGTS que pague um desgosto dessa natureza!!!

PS.: Esse é um texto de humor, ok? Embora a turma do
B@belturbo já conheça o meu jeito de fazer piadas de tudo, sempre é bom explicar para não criar polêmicas bobocas com eventuais visitantes do blog.
PS2.: Claro que bate uma tristeza com o fim das férias. Mas amo o meu trabalho, gosto muito do que faço e, por mais paradoxal que possa parecer, bate também uma alegria de voltar à vida normal!
Postar um comentário