28.7.09

Até fazer bico?

Quando eu era bem moleque, um tio viajou aos Estados Unidos e me trouxe de presente um robô amarelo, de olhos arregalados, que engolia moedas. Era só colocar uma pratinha numa das mãos da criatura e vapo! Ele mandava pra dentro, mastigava e, exibido, ainda passava a língua pela boca, indicando todo o prazer proporcionado pela curiosa refeição.
Brinquei muito com esse robô. E quando as brincadeiras deixaram de ter graça, tive pena de me desfazer do dito cujo. E uni o útil ao agradável: fiz dele um cofre! Mas não um cofre qualquer: passei a depositar em Robbie - sim, ele veio batizado de fábrica! - as moedas antigas que sempre gostei de colecionar. Ou seja: a dieta do meu tão estimado brinquedo passou a ser mais requintada, uma vez que, desde então, ele só ingere deliciosas relíquias. Constam desse refinado menu moedas de diversas épocas do século XX, e dos mais diversos cantos do planeta.
Semana passada, quando voltei de férias, acabei trazendo na bagagem algumas moedas de euro. E ontem, resolvi oferecer o banquete estrangeiro ao Robbie. Notei que o velho amigo engolia com muita dificuldade e, com pesar, constatei que ele enfrentava uma bruta indigestão. Até fiquei penalizado diante do quadro mas, sem mais alternativas, continuei alimentando o robô.
Lamentavelmente, parte da refeição não foi degustada por via oral...se é que vocês me entendem...

Postar um comentário