5.5.08

O chiclete do Boris...

Não tenho o hábito de assistir ao "Jornal da Noite", da Band. Nessa nova fase, sob o comando de Boris Casoy - a quem já tive o prazer de entrevistar - vi apenas duas edições. E, nas duas, notei algo irritante demais: há uma tremenda falta de sincronia entre áudio e vídeo nos trechos apresentados pelo âncora. Traduzindo para os leigos: é como se Boris falasse e, só depois, escutássemos o que, de fato, ele disse. No ar, resulta como as temíveis novelas mexicanas do SBT, com aquela dublagem pra lá de duvidosa...
Uma pena! Bóris merecia mais cuidado. Com tantos anos de carreira é no mínimo estranho aparecer na TV como se estivesse mascando chicletes...
Postar um comentário