27.7.07

Refém de você

Chove fininho e caminho pela rua sem você ao meu lado
O vento úmido e frio só faz maior a falta do seu calor junto de mim
A noite escura se ressente de tua ausência
Porque só contigo as noites são felizes...

Sem você, fico pelo meio
Nem cheio, nem vazio
Nem alegre, nem triste
Não mudei, mas não pareço mais o mesmo
Sem você, a vida passa e não me dá carona...

Sou refém de você
Da sua verdade, da sua presença
De minha ansiedade, de minha descrença
Refém de um sentimento que só faz crescer...

Persisto na caminhada solitária e minha única companhia
é a tua lembrança
Cheiros, gostos, risos, beijos
Momentos que foram o ápice do que poderiam ser
E que eu tanto quis que durassem mais...e mais

Mas vem a vida me dizer que nem todas as histórias de amor são felizes.
E que nem todas as histórias de amor ...são de amor...
Postar um comentário