25.2.09

Ecos de Campinas...

Numa van cruzando a cidade em alta velocidade, o motorista, beirando os 6.0, está meio acabrunhado. Questionado pelos passageiros, revela, caprichando no sotaque interiorano:
- É que eu fico chateado com a mulherrrr (dele)! Passa a semana inteira negando meus pedidos de fazerrrr amorrr, pedindo pra esperarrr chegarrr o sábado. Aí, chega o sábado e ela diz que está com dorrrr de cabeça! Francamente! Já disse pra ela: se fosse pra lavarrrr, passarrrr e cozinharrr, eu ficava com minha mãe que fazia tudo isso muito bem!
Os interlocutores ficaram constrangidos diante do desabafo do machão caipira. E ele, no auge da sem-noçãozice, fechou com a chave de m..., quer dizer, de ouro:
- Eu tenho um ódio dessa história de dorrrr-de-cabeça! Já disse pra ela: eu vou mexerrrr em baixo, não vou mexerrr com a sua cabeça!!!
É mole? Nem entrei no mérito, mas já dá pra imaginarrrr o que esse senhorrr pensa do lugarrr da mulherrrr na sociedade, né?
Um chifre ia bem, ia não? Ô se ia!!!
Postar um comentário