18.12.08

Do princípio...

Minhas mãos passeiam pelos teus cabelos enquanto minha língua desvenda os recantos da tua boca. Sinto teu gosto, teu cheiro, tua respiração. E quando acaba o beijo, olho em teus olhos e nos encontramos. É quando sinto a doçura desse seu amor em contraste com o tom amargo do ultimato que sai da sua boca pra me acertar nos ouvidos...e no coração.
Mas o tal ultimato não me soa como desafio: o tempo dos medos é outro; passado. Agora, é o tempo da entrega. Olha em meus olhos e enxerga que sim, sou teu! Quero ser feliz e te fazer mais feliz ao meu lado. Mergulhar na nossa história louca, doce, linda e já tão repleta de demonstrações de amor - mais suas do que minhas - das quais quero me mostrar merecedor.
E que, a cada dia, tenho mais vontade de retribuir. Não por gratidão, mas por saber que os sentimentos que trago dentro de mim não poderiam ter encontrado destino melhor...
Postar um comentário