24.8.08

Da série: Pequim é aqui! 16

A prata em Pequim não diminui o talento, o valor e a importância da seleção masculina de vôlei do Brasil...


O vôlei é o esporte que mais gosto de ver. É o que acho mais dinâmico, mais equilibrado.
Pra mim, a seleção masculina de vôlei é um grupo que já entrou pra história, tanto pela quantidade de títulos conquistados quanto pela garra e pela força exibidas a cada partida, a cada uma das muitas vitórias. E nas poucas derrotas, como a de hoje.
A pior coisa que pode existir é um time perder com apatia, conformado com a sina da derrota. E isso - que anda sobrando no futebol - eu não vi na seleção de vôlei. Por isso, essa prata é, sim, motivo de orgulho para todos os fãs do esporte. Para os fãs de caras como o Giba, no topo do mundo do vôlei e, ainda assim, um leão na quadra. Para os fãs do Gustavo, dando o sangue pelo Brasil até o último segundo defendendo as cores da nação. Para os fãs de Marcelinho, que segurou uma bruta responsabilidade ao virar o levantador titular de uma equipe que tinha o melhor levantador do mundo. E para todos os fãs de todos os sensacionais atletas que subiram ao pódio para ganhar uma prata com a qual ninguém havia sonhado.
Guerreiros, saíram da batalha contra os EUA com o gostinho amargo da vitória. Mas, ainda assim, vitoriosos e altivos, como quem já viu muitos adversários se renderem ao nosso vôlei arrasador.
Postar um comentário