20.5.06

Pra minha amiga Flor...

A morte é algo que não entra na minha cabeça. Mesmo! Quem já me conhece sabe a razão disso e sabe também que essas notícias sempre me abalam.
Como num passe de mágica, lá se vai muita coisa: a chance de abraçar, de sentir o cheiro, de ver o sorriso e de rir junto, de jogar conversa fora, de chorar no ombro, de pedir e de dar conselhos, de lembrar das coisas boas da vida e de, juntos, lutar pra superar os momentos ruins.
Hoje, uma das minhas grandes amigas tá passando por essa dor. Uma dor que parece querer dividir a gente em dois; em milhares de cacos de gente. Um vazio que nunca mais se preenche; com o qual apenas tentamos aprender a conviver...e esse é um aprendizado sem fim!
Flor, minha amiga querida, que seu irmão possa descansar; que possa trilhar caminhos de luz e encontrar - onde quer que ele esteja - as explicações que não temos aqui para entender as razões de tantas coisas tristes que nos acontecem.
E que Deus te dê força, Florzinha, pra encontrar nas lembranças alegres - que devem ser muitas - a forma de matar as saudades do teu irmãozinho.
Conte comigo, viu?
Bjão e fique com Deus!
Postar um comentário