23.7.10

Da série: "a luz no fim do túnel é um trem vindo pra cá..." 47

Acordei hoje e, como de costume, fui dar aquela navegada para ler as notícias dos principais jornais do país. Eis que me deparo com uma bomba:
Clique na imagem para ler a notícia no site da Folha
A notícia é essa. E já é ruim o suficiente para justificar a inclusão nessa série de posts do blog, que mostra que tudo o que é ruim sempre pode piorar.
Mas, imediatamente, acessei minhas fontes quentíssimas e descobri alguns trechos do roteiro. Em primeira mão, compartilho com vocês, prezados leitores:

- Show do Polegar. A banda toca um de seus hits. A plateia está enlouquecida, delirando, vibrando muito com os ídolos. Rafael faz um sinal pra banda e diz: "Agora eu quero dar um recadinho pra você: você precisa conhecer o Cogumelo do Sol...";

- Rafael está em situação complicada. Vestido como um morador de rua, aborda um transeunte e quando o pedestre lhe entrega tudo o que tem - um vale-transporte e uma nota de R$ 1 - Rafael olha para a câmera e diz: "Vamos girar e daqui a pouco a gente volta...";

- No auge do desespero, Rafael pega um pedaço de vidro e tenta o suicídio. Fica desacordado, dentro de um elevador. Sua voz, em off, revela o que vai pela cabeça do protagonista: "Todo mundo fala dessas coisas, todo mundo mostra essas coisas na Tevê. Aí, quando eu mostro, dizem que é mundo-cão!!!";

- Enquanto Rafael segue insconsciente, o filme terá uma breve retrospectiva de alguns dos mais marcantes velórios da história recente. Jorge Lafond, E.T. (da dupla com Rodolfo), Lombardi. E muitos violinos darão o tom da trilha sonora.

Taí um roteiro com a griffe da roteirista. Ou não???
Postar um comentário