17.9.09

Apenas refletindo...

Olho nos teus olhos e meus argumentos te irritam. Teu corpo chacoalha, você ajeita incessantamente os teus cabelos, ora colocando-os por trás da orelha, ora fazendo o contrário. A irritação te faz me interromper o tempo todo enquanto tento me fazer explicar. E você diz que não me entende...
Quer saber? Quem não entende sou eu. Não entendo porque o caminho escolhido foi o mais acidentado, não entendo como se deixou amargar tanto com o passar dos anos. Não entendo isso e tanta coisa mais...e me assusto. De verdade!
Eu me assusto com a mania de controle, com a impáfia e com a soberba de quem goza apontando os erros alheios sem nunca flertar com a humildade e reconhecer os seus próprios. Eu me assusto com a quantidade de energia despendida em discussões, atitudes pequenas e tão pouco inteligentes. E me assusto, sobretudo, com a capacidade - pra mim, assustadora - de agrupar pessoas num time que - sempre - vai jogar no campo oposto ao seu.
Não entendo, me assusto. E lamento.
Sinceramente...
Postar um comentário