29.9.10

Mico do Ano: Weslian Roriz, a que foi sem nunca ter sido...

Joaquim Roriz teve problemas com a Lei da Ficha Limpa - aquele que ninguém sabe como e quando vai valer. Com medo de ter o registro derrubado pelos rigores da lei, retirou o nome da disputa ao governo de Brasília e lançou o da mulher. A disputa eleitoral ganhou, então, uma nova personagem. Dona Weslian, que, em matéria de vida pública, só exerceu o posto de primeira dama, passou a concorrer do dia pra noite. Já na estreia no cenário político, na coletiva em que seu nome foi oficialmente lançado, viveu o constrangimento de repetir respostas sussurradas pelo marido. Se os marqueteiros - como todos sabem - moldam os candidatos e seus discursos, o Brasil viu, pela TV, como esse processo se dá. Ao vivo e sem cortes.
Ontem, Weslian Roriz viveu o momento mais importante de sua nova carreira: participou, ao vivo, do debate promovido pela Rede Globo.
O vídeo abaixo compila alguns dos melhores (???) momentos de Dona Weslian no debate:



Eu não sei o que pensar. Aliás, sei sim: Weslian Roriz foi jogada na cova dos leões. Ou melhor: ela se deixou jogar. Ou se jogou. Nem vou especular sobre os motivos que podem levar alguém a topar uma loucura como essa, até porque acho que não há quem não perceba que tamanha ambição pelo poder só pode servir a interesses outros que não o da prestação de bons serviços aos cidadãos do Distrito Federal.
Que mico! Um dos maiores da política nacional - tão cheia deles - e um dos maiores da história dos debates políticos transmitidos pela TV. Uma candidata que lê respostas, que esquece os temas das perguntas que deve fazer e responder e que, num de seus piores momentos, diz que vai "defender toda aquela corrupção"...meu Deus! A que ponto chegamos...
O constrangimento é tamanho que até o tom de voz dos adversários e da mediadora parecem mais doces nos momentos em que se dirigem à estreante. E, a julgar pela cara de pau, eu me arrisco a dizer que Weslian Roriz tem tudo para emplacar na nova carreira!!! 
Mico inquestionável, hein?
Postar um comentário