11.9.10

O 11/9...

Há nove anos, acordo diferente nesse dia. Não é papo furado, nem baboseira de quem quer falar de um assunto que todos já falaram. É verdade! O 11 de setembro sempre me lembra do quão complexa é essa condição humana. De como somos capazes de tudo para defender nossos ideais e de como a falta de diálogo e a intolerância só nos aproximam de um caminho de medo, dor e pesar.
Lamento ainda hoje quando vejo as imagens das pessoas que, desesperadas, saltaram das janelas do World Trade Center para encontrar a morte. Lamento pelos demais, vítimas do desabamento das torres e pelos tantos outros que morreram assim que os aviões se chocaram com os prédios. Lamento pelos afegãos e iraquianos que, desde então, têm sido massacrados numa guerra a um terror que, passados quase 10 anos, ainda se mostra abstrato demais. Lamento pelos soldados das "forças de paz" que também perderam suas vidas lutando numa guerra que tenta se firmar como promotora da paz. Lamento pelas famílias desses jovens militares. Lamento muito...
Lamento pela nossa raça humana. E penso que ainda somos pequenos demais, estúpidos demais, fundamentalistas demais. E, a cada dia, menos humanos...
Postar um comentário