9.9.10

Da série: "a luz no fim do túnel é um trem vindo pra cá..." 49

A Arte Contemporânea não conhece limites. Prova disso é um e-mail que recebi noticiando uma exposição em cartaz na Lapa, pertinho da TV. O artista plástico criou oito obras contendo ursinhos de pelúcia com uma técnica descrita como "esperma sobre vidro". Além do sêmem, Antonio Pinheiro também utilizou sangue em suas criações.
A coisa é séria, turma! O artista é formado em artes plásticas e estudou na cidade de Estocolmo, na Suécia. Sobre a, digamos, incomum exposição, Antonio diz que buscava "expressar seu eu interior de forma intensa, impondo suas próprias secreções vitais em nas produções. Deixando, assim, literalmente seu DNA em cada criação".
O preço das obras varia entre R$700 e R$2500.
O que dizer? Apenas que achei a história toda muito gozada...
Postar um comentário