20.10.09

Ainda a biografia de Michael Jackson...

Quem acompanha o B@belturbo sabe que comecei a ler a história do Rei do Pop assim que a morte dele surpreendeu o mundo, no último mês de junho. Li a história incrível devagar, assumo, mas sem peso na consciência pela lerdeza: são mais de 600 páginas - e isso porque a edição que tenho relata os fatos até 2004.
A leitura oferece um bom panorama da vida, da obra, dos escândalos, da genialidade e de todo o sofrimento de Michael Jackson. Tudo superlativo. Tudo incrível. No sentido de realmente não se poder crer! Um garoto negro que canta com sentimentos de um adulto experimentado no amor. Um jovem que desponta para o sucesso, deixa os irmãos para trás e se torna o maior popstar de todos os tempos. Cresce. Aparece. Enriquece. Embranquece. Choca. Acusado de molestar crianças, segue aparecendo, em público, em situações pouco convenientes para um suspeito de tais atos. Tem filhos dos quais se duvida que seja, de fato, pai. Tem mulheres das quais se duvida que, de fato, tenha sido homem. Tem dúvidas. E alimenta todas as dúvidas do público de todo um planeta. Que história ímpar esse cara teve!
Pra mim, o livro só erra - e erra feio - na parte final. Diante das duras acusações sofridas por Jackson no início da década, J. Randy Taraborrelli se arvora a emitir opiniões, a aconselhar e, em alguns momentos, a julgar o biografado. E esses, pra mim, não são atrativos admiráveis numa biografia. Mas quem poderia esperar um livro convencional quando o assunto é a vida de Michael Jackson, não é?
Recomendo. Aos fãs e a todos que desejarem conhecer (muit0) mais sobre a sensacional história do Rei do Pop.
E que venha This is It, o filme...
Postar um comentário