10.9.06

Pleito

Cada um estava numa fila. Cada um votaria numa sessão. As filas se encontravam ali, no corredor da escola, ora convertida em Zona Eleitoral. E ali, cada qual em sua fila, encontraram-se também. Quando se olharam da primeira vez, dúvidas. Não lembravam um do outro com tanta precisão. Aliás, não havia precisão nenhuma. Olhos desviados.
Mas as filas estavam grandes. Precisaram esperar mais. E os olhos também precisaram buscar aquela confirmação: sim, é claro que já se conheciam! O papo foi tímido. Lembraram-se apenas de onde se conheciam: da faculdade. O papo foi inocente. Trabalho, família, rumos que a vida tinha tomado. O papo foi breve, durou só o tempo da descida das escadas. A gente se vê? A gente se vê!
Viram-se tempos depois. E já tinham conversado muito - facilidades do mundo.com! E voltaram a se ver logo. E outra vez. E mais uma... e outras tantas! Sem que quisessem, sem que permitissem, sem que negassem; tinham se tornado candidatos. Um para o outro.
E gostavam de fazer a campanha. Gostavam muito do corpo a corpo, da boca de urna. Só não apreciavam as promessas...
E não sabiam que há tanta complicação rondando uma eleição...
Postar um comentário