18.6.10

Morre José Saramago...

Uma triste notícia!
Quando conheci a obra desse fantástico autor português, estranhei um bocado. Sua (ausência de) pontuação, sua acidez ao falar da sociedade, e a coragem ao abordar o Divino de uma forma bastante distante da usual.
Meu estranhamento durou pouco: Ensaio sobre a Cegueira, um livro um tanto angustiante, acabou me capturando para a genialidade de Saramago e os livros dele passaram a fazer parte da minha vida de leitor. As intermitências da morte e Caim foram obras que também me hipnotizaram. E me fizeram, de uma vez por todas, rendido ao dom do único Nobel de Literatura a escrever em Língua Portuguesa.
Passei pelo Querido Leitor e achei um vídeo muito bonito, postado pela Rosana Hermann. Traz o momento em que Saramago havia acabado de assistir a versão cinematográfica de Ensaio sobre a cegueira, de Fernando Meirelles. Eu não conhecia esse vídeo. E a emoção de Saramago dá a medida do quanto era importante para o escritor levar sua mensagem adiante. Um belo momento, que, certamente, Fernando Meirelles tem gravado em seu coração:
Bonito, né?
Caim eu li esse ano. É o último livro lançado por Saramago. E, vejam só, termina assim:
"A história acabou. Não haverá nada mais que contar."
É triste, mas é a verdade. Tudo tem fim. A graça, nesse caso, é a possibilidade de lermos e relermos as fantásticas histórias contadas por esse grande mestre da literatura. Porque, felizmente, sua obra já é eterna.
Que descanse em paz!
Postar um comentário